Luz Difusa: dicas extraordinárias para escolher a iluminação para sua casa

Tanya harga

Invalid number. Please check the country code, prefix and phone number
Dengan mengklik 'Kirim' saya mengkonfirmasi bahwa saya telah membaca dan menyetujui Kebijakan Privasi bahwa informasi saya akan diproses.
Catatan: anda dapat mencabut persetujuan tersebut kapan saja dengan mengirim email ke privacy@homify.com.

Luz Difusa: dicas extraordinárias para escolher a iluminação para sua casa

Ida Gaspar – homify Ida Gaspar – homify
Ruang Makan Minimalis Oleh B.loft Minimalis
Loading admin actions …

Algo de fundamental num projeto de design de interiores é a questão da iluminação, pois esta permite criar ambiente, favorece o espaço, proporciona um maior conforto aos seus utilizadores e enaltece todo o espaço. Mas dentro de um projeto de iluminação há que perceber as diferenças entre os vários tipos de luz e o que cada uma proporciona. De facto, escolher a iluminação certa não é algo de tão simples e fácil!

Para ajudá-lo a perceber as diferenças e consequentemente fazer a escolha acertada para decorar a sua casa, a homify decidiu reunir toda a informação relevante, bem como projetos de decoração que permitirão inspirá-lo. 

Acompanhe-nos? Já sabe temos sempre uma luz no fundo do túnel…

Como criar um bom projeto de iluminação interior?

Oleh homify Modern

Antes de dizer que sua casa está triste, precisa de mudá-la e para isso deve pensar novamente sobre as fontes de luz. Um espaço nunca deve se contentar com um único ponto de luz central. Há tantas possibilidades para torná-lo mais agradável e, por vezes, basta trocar uma lâmpada, colocando outra fonte de luz num canto de uma divisão, por exemplo.

Pode mudar a atmosfera de um espaço mudando apenas a iluminação, por isso divirta-se! De facto, a orientação das fontes de luz têm o seu poder, pois o seu tom ou a sua cor podem aumentar ou diminuir o seu conforto visual e também ter um efeito no seu estado espírito.

Antes demais, pense na finalidade de cada espaço.. Algumas divisões serão mais brilhantes que outras. A cozinha, por exemplo, deverá ter uma luz bonita, geralmente está presente no início da manhã e à noite, quando a luz natural não é tão poderosa. Então tem que se concentrar um pouco mais na iluminação da cozinha.

Enquanto uma sala de estar vai precisar de destaque em alguns apontamentos, como painéis luminosos, um ponto central brilhante e alguns pontos de leitura, na zona do sofá, por exemplo.

Se no verão, a luz natural é mais poderosa, no inverno já não é bem assim, por isso, a iluminação artificial deve as tomar as rédeas. Vamos descobrir como!

Iluminação difusa

A iluminação difusa é uma iluminação matizada por um difusor: vidro polido por exemplo. A luz passa através de um material, é então filtrada, mais suave e menos deslumbrante, podemos até olhar para ela diretamente.

Este tipo de iluminação possibilita obter uma luz homogênea e confortável, evitando as sombras nos cantos. Ao reduzir os contrastes, oferece uma iluminação mais relaxante. No entanto, o material cruzado não deve conter muita luz, a menos que queira criar uma atmosfera moderada. Algumas lâmpadas e luminárias oferecem iluminação difusa: candelabro ou spots com vidro, lâmpadas com abajur de: algodão, seda, vidro fosco, acrílico, plástico, acabamentos fosco, pastel, entre outros.

Que lÂmpadas escolher para uma iluminação difusa?

Todas as lâmpadas cujo difusor esconde a lâmpada e atenua a luz projetada são adequadas para uma iluminação difusa. Mais do que o tipo de lâmpada é o acabamento que faz a diferença. 

  • Vidro fosco, tons de algodão, linho, seda, todos os materiais filtrantes são eficazes.
  • Lâmpadas de iluminação indireta também podem produzir iluminação difusa e evitar contrastes fortes como bordas brilhantes.
  • Para transformar uma iluminação clássica numa iluminação difusa, as lâmpadas obviamente desempenham um papel importante, de acordo com seu acabamento: opaco ou semi-opaco, fosco…  
  • As novas lâmpadas de polietileno são emblemáticas para uma iluminação difusa: a lâmpada inteira torna-se um difusor na imagem de esferas, cubos ou outras formas luminosas projetando uma luz suave e distribuída uniformemente. Sem risco de brilho e luz aconchegante garantida!

Iluminação direta e indireta: as diferenças

Perceba também as diferenças entre uma iluminação direta e indireta, ora vejamos: 

  • Iluminação direta

Colocados numa superfície definida, os raios de luz destacam um objeto ou uma zona. Esta iluminação pontual difunde uma luz brilhante. Quanto mais longe a lâmpada estiver, mais brilhante será a área iluminada, mas menos intensa será a iluminação. Desvantagem: A iluminação direta é poderosa, mas é ofuscante e cria sombras. A iluminação também pode ser decorativa quando se trata de uma escultura de luz ou vela, criando uma atmosfera e tornando o ambiente mais quente e acolhedor.

  • Iluminação indireta 

Esse tipo de iluminação cria clima num espaço. As lâmpadas estão direcionadas para uma superfície plana, como uma parede ou teto e iluminarão toda uma divisão. Quanto mais claro e brilhante for a superfície, mais luz irá refletir. Se a superfície é lacada, pode ofuscar. Para tornar a luz ainda mais difusa, alguns materiais a tornam mais homogênea: o vidro fosco, o plástico translúcido, o tecido fino, o papel, que iniba o brilho da lâmpada e não reduz o poder de iluminação.

A iluminação e as cores

Se no ponto anterior falamos dos dois tipos de iluminação e o seu poder num ambiente, convém falarmos um pouco sobre a importância das cores seja no tipo de lâmpada, como do espaço. De facto, as luzes ajudam a criar uma atmosfera e as cores brincam com a atmosfera e na luz.

Lâmpadas amarelas (lâmpadas incandescentes) ou vermelhas produzirão uma sensação de calor.

Lâmpadas brancas (halógenas) ou levemente azuladas darão uma luz brilhante e uma sensação de frio. Se as paredes forem de cor clara, elas refletirão a luz. Se eles estiverem escuros, eles irão absorvê-lo. Além da iluminação ambiente, spots em pontos específicos ou lâmpadas coloridas criam uma atmosfera especial e pessoal.

Como escolher a lâmpada certa?

Ruang Makan Minimalis Oleh B.loft Minimalis

Antigamente, escolher uma lâmpada era uma tarefa simples: bastava ver o número de watts. Hoje, quase que se precisa de um curso especializado na área. Entre LEDs, fluorescentes, halogêneos de baixo consumo e novos critérios a serem considerados, a escolha da lâmpada correta tornou-se um verdadeiro desafio. No entanto, é essencial apostar na qualidade da iluminação. 

O termoo Watts refere-se à quantidade de energia usada por uma lâmpada para produzir luz, enquanto o lúmen é a unidade usada para medir a intensidade de luz. Para simplificar, 40 watts correspondem a cerca de 400 lumens.

Mais importante, deve prestar atenção ao índice de reprodução de cor (CRI, do inglês Colour Rendering Index) que deve ser maior que 90 e a temperatura de cor. É graças a ela que sabemos se a lâmpada emitirá uma cor quente (entre 2.700 e 4.000 Kelvin) ou fria (acima de 4.000 K). 

Prefira cores frias para espaços que exigem concentração e quentes para relaxamento.

​Dicas para projetar e escolher corretamente a iluminação

Algumas divisões merecem a sua atenção no que toca à iluminação: a sala de estar, a sala de jantar, a cozinha ou a casa de banho. Os quartos são espaços diferentes, porque depende do seu utilizador, a luz pode ser mais ou menos trabalhada: crianças, adolescentes ou adultos, a iluminação é diferente.

Para a cozinha, iluminar as áreas de atividade, como a bancada da cozinha, usa-se lâmpadas mais fortes. Não se esqueça da pia, é uma zona esquecida nos planos de cozinha e configurações, não há nada mais desagradável do que lavar a loiça sem uma iluminação adequada. Um trilho de luz por baixo da mobília alta permite iluminar com energia suficiente o plano de trabalho. Pode cozinhar sem sacrificar o seu conforto visual. Fica bonito, destaca a sua cozinha e o seu mobiliário!

A iluminação fluorescente colocada no móvel alto também permite brincar com a atmosfera e criar uma iluminação indireta suave e não agressiva.

Deixe os lustres e outras luzes de teto em espaços que exigem uma iluminação mais poderosa como: a cozinha, a casa de banho ou a sala de estar e de jantar. Deve necessariamente ter um ponto central de luz, mas luzes extras na mobília ou inteligentemente colocadas num teto falso também são perfeitas para criar uma bonita atmosfera. 

Os quartos contentam-se com uma iluminação mais suave, usando lâmpadas LED, por exemplo. Para os mais jovens, pense num candeeiro de cabeceira para a leitura noturna, isso evitará que eles fiquem cansados com outro tipo de iluminação.

Se precisa de tomadas eléctricas ou precisa de novos pontos de iluminação, não hesite em contactar um eletricista. Encontre na nossa plataforma contactos de especialistas - aqui

Recomendado: Como e onde usar iluminação de parede?

Rumah Modern Oleh Casas inHAUS Modern

Butuh bantuan dengan projek Anda?
Hubungi kami!

Temukan inspirasi hunian